Reticências

marcam uma suspensão da frase, muitas vezes a elementos de natureza emocional. Indica um pensamento ou ideia que ficou por terminar e que transmite a omissão de algo que podia ser escrito, mas que não é. (...)

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Rascunho


Que falta me faz um pedaço de papel, mas improvisa-se. Tô aqui em um lugar longe - dentro de mim - e distante de casa. Os conhecidos são quase inexistentes. Aonde eu vim me enfiar? Ah, lembrei. Tenho que me virar sozinha. A cidade agora me parece maior, tanta gente estranha. Na minha frente crianças brincam em uma banca de apostas. Mal sabem o quanto isso é vicioso. Vicioso tá se tornando essa minha mania de comparar a vida e suas desgraças até com um cigarro. Mas não concorda comigo? Veja bem, o fumante dá-se o prazer de tragar, depois expelir a fumaça e enquanto isso o fogo vai consumindo todo o cigarro. Tá aí a desgraça, o cigarro acabou (se não tiver outro já era). E a vida, assim como o cigarro, é uma só. E o sono que me domina (tão cedo), ultimamente querer nada com a vida tem cansado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário