Reticências

marcam uma suspensão da frase, muitas vezes a elementos de natureza emocional. Indica um pensamento ou ideia que ficou por terminar e que transmite a omissão de algo que podia ser escrito, mas que não é. (...)

sábado, 31 de março de 2012




Perdoa esse pobre coração que só ama errado
perdoa esse pobre coração que aprendeu a viver, mesmo magoado
perdoa as mágoas, os rancores
perdoa o modo de agir de quem lutou e sentiu dores.
   

  

Um abraço pode dizer muito, deve ser por isso que você não me dar nenhum.

    

 

sexta-feira, 30 de março de 2012

-



'Sei que você gosta de brincar de amores,
mas, oh! Comigo não!'


terça-feira, 27 de março de 2012



Eu nunca mudei por causa de outra pessoa, mudei por minha causa mesmo. E talvez, no fundo, eu nem tenha mudado.


segunda-feira, 26 de março de 2012

-

 

 Eu procuro um amor
Que ainda não encontrei
Diferente de todos que amei...
[...]
Procuro um amor
Que seja bom prá mim
Vou procurar
Eu vou até o fim... ♫

terça-feira, 20 de março de 2012

    

Que falta me faz não ter um mar, um rio ou qualquer água pra navegar. Sou um peixe sem lar.

  

segunda-feira, 19 de março de 2012

. . .

Ah, que saudade de tudo aquilo que nunca senti.

. . .

sábado, 17 de março de 2012

 

O que os olhos não vêem, 
barriga nenhuma sofre congelamento, 
pernas não tremem, 
coração não acelera até se ferir.

  
 

quarta-feira, 14 de março de 2012



Minha saudade de você oscila que nem a chuva que cai do céu dessa cidade, mas quando finalmente vem...destrói, derruba. Quando a neblina te esconde, o desespero só aumenta.



 

Querido diário, 

Na madrugada passada fui consumida pela insônia e quando finalmente durmo, sono de poucas horas, acordo ainda mais cansada. E o mundo lá fora não para, só eu que paro acordada olhando pro nada, esperando dormir.  

      

-


'. . .Mas eu sei que alguma coisa aconteceu, 'tá' tudo assim tão diferente. . . '

quinta-feira, 8 de março de 2012



Querido diário, 

Hoje me bateu uma vontade danada de sair correndo pela rua, de nadar quilômetros no mar, de me ocupar de qualquer coisa. Perder energia, sabe? Ocupar os espaços com qualquer coisa, porque sempre tem a falta de alguma coisa ou de alguém aqui dentro.
  




Tenho que ser forte quando estiver por perto 
e
 mais forte ainda quando estiver longe.



segunda-feira, 5 de março de 2012

-

Diante das circunstâncias. . .



('Eu te devoro - Djavan', interpretação de Luiza Possi)

  

domingo, 4 de março de 2012


  
 
Entre o não e o sim, prefiro a mim.