Reticências

marcam uma suspensão da frase, muitas vezes a elementos de natureza emocional. Indica um pensamento ou ideia que ficou por terminar e que transmite a omissão de algo que podia ser escrito, mas que não é. (...)

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

-


(Cajuína - Caetano Veloso)

segunda-feira, 28 de novembro de 2011



Por um mundo com mais pontos finais.


domingo, 27 de novembro de 2011



Qualquer amor já é um pouquinho de loucura.



quinta-feira, 24 de novembro de 2011

-


Abri uma exceção hoje. Deixei de escrever qualquer coisa com ou sem sentido. Sobre mim ou dos outros. Se as palavras já dizem muito, as músicas, meus caros, dizem muito mais. Marcam a gente. Fixam cada palavra cantada. Quem ouve uma música não só com os ouvidos, meus parabéns. Ouvir com o coração, realmente, significa muito mais. Muito mais nos toca. E eu não vou parar de escutar essa música nessa voz nunca.
(Sozinho - Peninha | Cover - Danyelle Martins)

quarta-feira, 23 de novembro de 2011




Quando é milagre, a gente conta o nome do santo. 
Quando é desgraça, a gente não conta o nome do diabo.



segunda-feira, 21 de novembro de 2011



Saudade dos livros que não tive tempo de ler, das músicas que não tive mais tempo de escutar, dos passeios nas praças no final das noites. Saudade da concentração que tinha, do foco que não perdia, da alegria. Saudade do tempo que eu me achava muito, nunca me perdia. Saudade de escrever coisas com sentido, sem precisar sentir nada. Saudade da infância que não lembro. Saudade de uma semana atrás onde eu estava em um lugar, protegida. Saudade das caminhadas leves, sem pressa de chegar. Saudade de quatro dias atrás, onde não havia remorso. Saudade de chegar e permanecer. Saudade do tempo que era bem mais fácil viver. Saudade do tempo que tudo era sólido, mesmo ilusório. Saudade dos que não conheci e do que eles não me acrescentaram. Saudade de quem eu não beijei. Saudade de quem não me apaixonei. Saudade de cada tapa na cara que eu não levei. Saudade de ontem. Saudade da queda que tive. Saudade do chão que pisei. Saudade do mar, lá longe, onde banhei. Saudade de não sei quem. Saudade de sei lá o que. Saudade de sorrir por bobagens. Saudade de não ter problemas de gente grande. Saudade de ontem, saudade de ontem.




domingo, 20 de novembro de 2011




E dos meus sonhos, Deus? Quem vai tirar esse menino dos meus sonhos?



quinta-feira, 17 de novembro de 2011



Eu rio pra não chorar um mar
(pra que meu coração não se transforme numa ilha inundada pelos meus olhos.)


quarta-feira, 16 de novembro de 2011





"O Ministério da Saúde adverte que a falta de perdão causa câncer."



segunda-feira, 14 de novembro de 2011


'Tô tentando, tô tentando'.

quinta-feira, 10 de novembro de 2011




'Coração apaixonado é pior do que qualquer organismo alcoolizado.'



quarta-feira, 9 de novembro de 2011




Volte aqui, meu amor. Me abrace. Me abrace, sim. Abraço é uma das melhores coisas do mundo. Não deixe isso se perder. Me abrace, sim. Só não me venha com abraços cheios de segundas intenções. Não deixe isso se perder. Não deixe o passado corromper. Não deixe o presente se perder. Prometa que no futuro vamos, sempre, nos encontrar em cada abraço.


Não me perca e não se perca...de mim.