Reticências

marcam uma suspensão da frase, muitas vezes a elementos de natureza emocional. Indica um pensamento ou ideia que ficou por terminar e que transmite a omissão de algo que podia ser escrito, mas que não é. (...)

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Meia verdade



Eu, no final de tudo, gosto de ser só. Mesmo você fazendo uma falta danada, do meu lado. Eu me pego aqui, sozinha e rindo.

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Seja um(a) bom amigo(a)


Melhor amigo(a) é aquela pessoa que está do seu lado. Que sabe suas angústias, suas alegrias e divide tudo dele(a) com você. E você se divide pra ele(a). Não se abandona quem te chama de melhor amigo(a). Vai ao encontro dele, se ele te chama de longe. Não se abandona quem te chama de melhor amigo(a). Não se deixa de mandar notícias, não se cava um buraco pra entrar dentro e sumir. Não, não se faz isso com um amigo. Amigo(a) que é amigo(a) não vai querer saber da sua ausência e sim da sua presença. Se ele te chama de amigo(a) e de melhor amigo(a) é porque a tua companhia ele(a) acha a melhor. Melhor amigo(a) é o melhor colo para as horas tristes e o melhor riso para as horas de alegrias. Não se abandona um amigo(a). Amizade é cuidar, mas de perto. E se não puder de perto, mesmo de longe dar sinal de vida e de carinho. Amizade verdadeira é pra sempre, mas é preciso plantar, regar, cuidar, podar, colher senão se perde. Morre.

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Teresina, 14 de dezembro de 2010



Ei, você...

Onde anda você? Como estão as coisas? Te notei diferente esses dias. Não quis perguntar nada, porque eu sei como você é reservada.
Porque que você é tão contraditória? Ama intensamente e diz para os quatro cantos que amar é a coisa mais importante do mundo e mesmo assim não se dar a chance de amar. Não tenta. Não arrisca. Está certo que a vida já te pregou peças, te derrubou algumas vezes, mas você caiu sozinha, ninguém te derrubou. Porque agora querer descontar nos outros ou em si.
É certo também que essa vida é daquelas que a gente precisa ter coragem, tenha! Se for pra chorar, sofrer, cair, sorrir, levantar, correr; ora, por favor: chore, sofra, caia, ria, levante e corra! Não seja tão covarde. Você não gosta de mudanças, eu sei. Mas tem horas que é a melhor escolha a ser feita: mudar.

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Frases tortas



'Contar os dias que não te vejo, não ajuda. Não sei porque ainda persisto com essa mania.'
.
'E quando todos os sonhos que sonhamos e os planos que arquitetamos não vão pra frente?'
.
'Eu não tenho saudades de nada que não lembro, eu queria não ter saudades de você vezenquando.'
.
'Isso de seguir o que diz o coração é uma furada. Quem vai te colocar no caminho de novo?'
.
'Se achar que precisa fugir, fuja! Se achar que tem coragem, enfrente! Mas e se você sair do caminho? Como você vai se encontrar?'
.
'E se você acreditar na ilusão e depois conhecer a desilusão e se esconder por aí. Quem vai te encontrar?'

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Destino



Mesmo eu querendo a morte, 
ainda tenho muito o que viver, 
que quebrar a cara, 
que rasgar a pele...

sábado, 11 de dezembro de 2010

Tener


Yo quiero tanta cosa. 
Algunas existentes, otras inexistentes. 
Otras sueños, otras realidad. 
Queiro tener oportunidades. 
Quiero tiempo. 
Tener liberdad...

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Recesso


Significado de Recesso

re.ces.so
1. s.m. Lugar afastado; recanto, retiro: recesso ameno.
2. afastamento de um astro ( Afastamento de um coração )
3. local distante e isolado 
4. local de descanso; local íntimo; local de resguardo
5. âmago

         Às vezes faz um bem danado se recolher. Não pensar em nada nem em ninguém. Não se preocupar. Não se remoer. Não demonstrar.

Interno





Pra alguém arrancar alguma coisa de mim , precisa de muita paciência. Não sou de falar. Sou de fazer e deixar pra lá, esquecer. Se sinto, sinto sozinha. Sou muito difícil de dividir. Sou muito difícil de me dividir.*


*continua

domingo, 5 de dezembro de 2010

Não duvide.




Não duvide se eu disser que vou me jogar de cima da ponte, nem que vou me em pendurar nela de cabeça pra baixo, que vou subir na árvore mesmo sem saber descer, que vou atravessar a rua sem olhar para os lados. Não duvide de mim, nunca.

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Promessa



Me promete que vai ser a última vez? 
A última vez que vou provar dos teus beijos, do teu abraço, de segurar a tua mão...
Eu não quero sofrer.
Eu não quero pensar que te tenho, se na verdade não tenho.
Eu não quero te ter e depois te perder.

A primeira chuva






O céu ficou cinza. A chuva ficou forte. Pesada. Esses pingos que desenham na vidraça. As árvores balançam forte, os galhos já tortos entortam mais ainda. A neblina esconde os prédios altos, longe. Os telhados cor de barro encharcados. O chão ensopado de chuva, de chuva.

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Monólogo


- Do que que você gosta?
- Eu gosto de beber (pra afogar alguma coisa, talvez)
- Do que mais?
- Eu não sei...
- Ora, claro que sabe.
- Ouvir música ( pra abafar algum outro som que eu não queira ouvir)
- De que mais?
- Às vezes, eu gosto de ficar sozinha.
- De que mais?
- Eu gosto...eu não sei do que eu gosto, você me deixou pensante... ( Eu gosto de tantas coisas, abomino outras também. Gosto dele e abomino essa idéia, serve?)

Quebranto


Quando vem inspiração demais pode desconfiar, porque o santo está apaixonado.

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Um bilhete comprido



Bom dia.


Obrigada pelas tuas plenas e belas palavras de ontem. Obrigada por aqueles conselhos magníficos que tenho fé em Deus que ainda vou segui-los. Obrigada por demonstrar tanta preocupação e tentar abrir tanto os meus olhos. Meus olhos que são teimosos por demais, que vão dizer aos meus ouvidos interessados que tanto te escutam, mas que são desleixados, a lembrar a minha mente de cada palavra que já dissestes pra que evitasse o meu sofrer.