Reticências

marcam uma suspensão da frase, muitas vezes a elementos de natureza emocional. Indica um pensamento ou ideia que ficou por terminar e que transmite a omissão de algo que podia ser escrito, mas que não é. (...)

domingo, 29 de janeiro de 2012



A vida dá mesmo muitas voltas. Destino existe? O acaso, talvez? A ladainha de o que for pra ser será? Tantas pessoas passam nas nossas vidas. Tantas pessoas passaram na minha vida. Umas chegam e ficam. Outras chegam e vão pra nunca mais. Cada uma deixando um pedacinho ou uma grande parte dela. Cada uma levando um pedacinho nosso ou uma grande parte. Cada uma deixando lembranças boas ou nada de bom pra lembrar.
    

  

-



O que me importa...

sábado, 28 de janeiro de 2012

-

                                                      



Eu nado em um oceano particular.


segunda-feira, 23 de janeiro de 2012




'Céu' coração abrindo pra chuva passar.


sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

 

Ah, o tempo passou voando, enquanto eu sorria.


quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

-

Quem diria por nós, senão a música.


Melhor interpretação: Cássia Eller
(Socorro - Arnaldo Antunes)

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

-



('Codinome beija-flor' - Cazuza)

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012








Se é que algum dia eu já tive.

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Pra você, desconhecido

                                      


A importância de alguém (na minha vida) não se mede com fita métrica, 
nem se pesa em balanças.
A ausência se sente até não ser mais sentida.
A presença é resultada em olhares, sorrisos, 
abraços, conversas e confidências.

A importância de ser presente e não se tornar um ninguém.





Dor no coração? Taquicardia? Frio na barriga? Isso é pouco. 
O que eu sinto quando escuto o teu nome ainda não tem definição.


sábado, 7 de janeiro de 2012




'...nesse mundo que ninguém se encara nos olhos.'


terça-feira, 3 de janeiro de 2012




'As promessas que faço pra mim, são as que menos cumpro.'


segunda-feira, 2 de janeiro de 2012




'Queria desaprender a voar, mas é que nem andar de bicicleta.'