Reticências

marcam uma suspensão da frase, muitas vezes a elementos de natureza emocional. Indica um pensamento ou ideia que ficou por terminar e que transmite a omissão de algo que podia ser escrito, mas que não é. (...)

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Sem destinatário


Eu nunca te escrevi. Eu nunca te falei. Nunca trocamos frases completas e complexas, mas nunca foi preciso. Não pra mim. Eu nunca te vejo o suficiente pra matar a minha vontade de você mas aproveito ao máximo. E os outros dias e noites? Bem, os dias e noites que não nos vemos nem nos falamos parecem não passar. Olho pro relógio e é a mesma hora da última vez que olhei. Não, o relógio não parou, são os segundos, minutos e horas mais longos, mais inacabáveis que existem. Eu fico aqui pensando no que você faz nesses dias, aonde e com quem, quase enlouquecendo. Eu penso em você. E fico na esperança de existir um pouco de mim nos teus pensamentos. Só um pouco, é só isso que queria, nada mais. Se tratando de você, eu nunca peço muito, apesar de querer. Eu não tenho direitos sobre você. Eu sei.

Nenhum comentário:

Postar um comentário